• +374 958 36 956
  • Seg-Sex: 08: 00AM - 07: 00PM | Sáb: 8: 00AM - 5: 00PM
  • PONS MEDICAL
  • GRUPO

Triagem Genética Pré-Implantação (PGS)

O que é o PGS?

A triagem genética pré-implantação (PGS) é uma tecnologia reprodutiva usada com um ciclo de fertilização in vitro para aumentar o potencial de uma gravidez e parto bem-sucedidos. É um teste genético em células removidas de embriões, permitindo selecionar os embriões euplóides saudáveis.

Quais são as etapas do PGS durante o ciclo de fertilização in vitro?

Depois que os embriões são criados em laboratório, eles crescem por cinco a seis dias. No quinto dia e novamente no sexto dia, a biópsia do PGS é realizada em todos os blastocistos. A biópsia envolve a remoção de algumas células do trofectoderma, ou a camada de células que está "eclodindo" do embrião nesse estágio de desenvolvimento. Os embriões são armazenados enquanto o material genético das células removidas é testado em busca de anormalidades em um laboratório genético.

A biópsia e o PGS (diagnóstico genético pré-implantação) são seguros?

Sim. Dados de milhares de nascidos vivos em humanos indicam que o SPG não leva a um aumento de defeitos congênitos em relação ao da população em geral. Em embriões onde é realizado o teste de microarranjos cromossômicos, pode-se esperar menos gestações com distúrbios cromossômicos, já que a maioria dos distúrbios cromossômicos é identificada antes da transferência dos embriões para o útero. A remoção de algumas das células do embrião inicial não altera a capacidade do embrião de se transformar em uma gravidez normal e completa.

Como os embriões são escolhidos para transferência?

Os embriões com resultado e aparência normais (morfologia) podem ser transferidos em um ciclo de transferência de crioembriões (TEC). Embora a morfologia do embrião seja útil na seleção dos melhores embriões para transferência, é sabido que muitos embriões com anormalidades cromossômicas significativas podem ter morfologia normal. Portanto, os resultados do SPG ajudam a identificar melhor os embriões que podem ser transferidos com segurança para o útero. A combinação de testes genéticos normais com aparência física normal indica a maior chance de conseguir uma gravidez saudável. Todas as decisões sobre quais embriões devem ser transferidos para o útero e como usar os embriões restantes são tomadas em conjunto entre o casal e nossa equipe médica.

Quais testes estão disponíveis em nossa clínica?

Em nossa clínica, realizamos o PGS (rastreamento genético pré-implante) dos cromossomos 24, testando aneuploidias. Também realizamos PGD para doenças monogênicas.

Quais distúrbios genéticos podem ser evitados por meio da SPG?

Aqui listamos alguns exemplos de aneuploidias (e o distúrbio genético correspondente) de certos cromossomos que podem ser evitados usando o PGS:

  • Cromossomo 13: câncer de mama e ovário, surdez e doença de Wilson
  • Cromossomo 15: Síndrome de Marfan, Doença de Tay-Sachs
  • Cromossomo 16: Doença Renal Policística, Talassemia Alfa
  • Cromossomo 17: Doença de Charcot-Marie Tooth
  • Cromossomo 18: doença de Niemann-Pick, câncer de pâncreas
  • Cromossomo 21: Síndrome de Down
  • Cromossomo X: Distrofia Muscular de Duchenne (DMD), Síndrome de Turner e Síndrome do X Frágil
  • Cromossomo Y: Leucemia mielóide aguda

O sexo do bebê pode ser selecionado com a ajuda do PGS?

Sim. Mesmo que o teste PGS não tenha sido projetado para executar a seleção do sexo do futuro bebê, nos fornecerá informações úteis, incluindo o sexo de cada embrião criado durante o FIV ciclo. Portanto, é possível determinar de antemão quais embriões serão implantados. A seleção pode ser feita em conjunto com os Pais Pretendidos.

Leia mais sobre Prós e contras do PGD e o Como reduzir o risco de aborto com a ajuda do PGS no nosso Blog!

Você não realizou PGS antes da gravidez?

Leia mais sobre o Teste de harmonia e sua necessidade durante a gravidez em nosso blog!

en English
X